UFC – 237

UFC retorna ao Rio de Janeiro com a disputa do cinturão Peso-Palha entre Rose Namajunas e Jessica Andrade

 

O UFC 237 chega a cidade do Rio de Janeiro hoje, dia 11 de maio, na Jeunesse Arena, na Barra da Tijuca,  para um dos maiores cards da sua história, podendo garantir um novo cinturão para o Brasil.

A paranense de Umuarama Jessica Andrade (19-6) enfrenta a atual dona do título peso-palha Rose Namajunas (9-3). A americana se tornou campeã da divisão após chocar o mundo e destronar a até então imbatível Joanna Jedrzejczyk por nocaute técnico no UFC 217, em novembro de 2017. A polonesa ganhou o direito da revanche em abril do ano seguinte, no UFC 223, mas foi novamente derrotada, dessa vez por decisão unânime. Já a brasileira Jessica “Bate-Estaca” vem em uma sequência impressionante de performances desde que desceu do peso-galo para o peso-palha, categoria onde hoje lidera o ranking. Com apenas uma derrota na divisão – para a então campeã Jedrzejczyk – Jessica acumulou vitórias sobre nomes como Claudia Gadelha, Karolina Kowalkiewicz, Tecia Torres e Joanne Calderwood até chegar a luta contra Namajunas. Além da tão sonhada oportunidade de conquistar o cinturão do UFC, Jessica também vai poder reencontrar a torcida brasileira. Sua última luta no país aconteceu em fevereiro de 2015, em Porto Alegre.

O UFC 237 também vai marcar a volta do Rei do Rio, José Aldo (28-4) à cidade maravilhosa. Ex-campeão peso-pena, o manauara já declarou que esse será seu último ano no UFC e que a conclusão perfeita para a sua carreira seria fazer suas lutas finais em casa. Atual líder do ranking, atrás apenas do campeão Max Holloway, Aldo vem de duas grandes vitórias por nocaute técnico: sobre Jeremy Stephens, em julho de 2018, e sobre Renato Moicano, há pouco mais de um mês no UFC Fortaleza. Do outro lado do octógono estará o australiano Alexander Volkanovski (19-1). Invicto desde 2013 e com 16 vitórias consecutivas, Volkanovski – atual número quatro entre os penas – pediu para lutar com Aldo após vencer Chad Mendes por nocaute técnico, em dezembro.

Outro nome confirmado e muito esperado é o da lenda Anderson Silva (34-9). O ex-campeão dos médios enfrentou em sua última luta Israel Adesanya, no UFC 234, em fevereiro. Apesar da derrota por decisão para Israel Adesanya, Anderson teve grande atuação e fez uma luta equilibrada com o jovem nigeriano, que rendeu o bônus de Luta da Noite para os dois atletas. No Rio de Janeiro, Anderson irá enfrentar o americano Jared Cannonier (11-4), nono entre os médios e que vem de vitória sobre David Branch, no final do ano passado. A luta do dia 11 de maio vai marcar o reencontro de Spider com seus apaixonados fãs cariocas. Ele não luta no Rio de Janeiro desde 2012.

O UFC 237 também vai contar com o duelo entre o brasileiro Rogério Minotouro (22-8) e o americano Ryan Spann (14-5) pelo peso-meio-pesado. Com 22 vitórias na carreira, Minotouro nocauteou Sam Alvey em sua última luta, no UFC São Paulo, em setembro do ano passado. Já o seu adversário vem de cinco vitórias seguidas, sendo a última sobre o brasileiro Luis Henrique KLB, no mesmo evento.

Outro nome feminino que marca presença no card do UFC 237 é o da ex-desafiante ao cinturão peso-galo feminino Bethe Correia (10-3-1). A paraibana, atual número 12 da divisão, retorna depois de um ano e meio afastada do octógono. Sua adversária será a mexicana Irene Aldana (9-4), décima na categoria. O esperado duelo entre Correia e Aldana deveria ter acontecido no ano passado, mas acabou cancelado por duas vezes devido a lesões.

O evento terá cobertura do Pop Bola, fiquem ligados nas redes sociais.

UFC 237
11 de maio de 2019, no Rio de Janeiro
CARD PRINCIPAL (23h, horário de Brasília):
Peso-palha: Rose Namajunas x Jéssica Bate-Estaca
Peso-médio: Jared Cannonier x Anderson Silva
Peso-pena: José Aldo x Alexander Volkanovski
Peso-meio-médio: Thiago Pitbull x Laureano Staropoli
Peso-leve: Francisco Massaranduba x Carlos Diego Ferreira
Peso-meio-pesado: Rogério Minotouro x Ryan Spann
CARD PRELIMINAR (18h15, horário de Brasília):
Peso-leve: Thiago Moisés x Kurt Holobaugh
Peso-galo: Irene Aldana x Bethe Correia
Peso-leve: BJ Penn x Clay Guida
Peso-mosca: Luana Dread x Priscila Pedrita
Peso-meio-médio: Warlley Alves x Sérgio Moraes
Peso-galo: Raoni Barcelos x Carlos Huachin
Peso-galo: Talita Bernardo x Melissa Gatto
#
#
#

Ventou forte na “Abelândia”

Ventou forte na “Abelândia”

Técnico fala demais e balança no cargo

 Fala rapaziada beleza? Meu avô sempre me dizia que “a língua é o chicote do corpo” e eu moleque não entendia o que ele queria dizer com isso. Porém, ao ver a ultima entrevista do Abel Braga na derrota do Flamengo para o Internacional, acho que entendi o recado que meu saudoso vovô queria transmitir!

Não é de agora que as entrevistas do treinador têm incomodado a torcida rubro-negra. São muitas respostas vazias e nada que justifique o péssimo desempenho do time. Pesa o fato de o time ainda não ter decolado nesta temporada como esperavam os torcedores e a diretoria. Venceu o campeonato carioca mais pela superioridade do elenco (apesar dos fracos laterais e de uma reposição de peças na defesa) perante os outros clubes do que pelo bom futebol que ansiosamente esperávamos acontecer e ficamos a ver navios. Apesar de apenas quatro derrotas durante a temporada (Fluminense, Penarol, LDU e Internacional), o técnico vive um momento conturbado e a frigideira máster do Ninho do Urubu já está a postos pronta para fritar o Abelão. O time até vence, mas não convence!

A ultima entrevista após a derrota para o Inter nos deixou em dúvida sobre o que deseja o Abel para esta temporada. Ou ele tentou a famosa “Cavadinha” para voltar ao Internacional, ou simplesmente mostrou que não está nem um pouco a vontade em treinar o rubro-negro da Gávea. Falar da beleza do estádio do Beira-Rio, não há o que discordar, mas falar que perder lá é normal … É simplesmente afirmar que seu time não tem brio para tentar a vitória fora de casa! E treinador que aceita a derrota desta forma não está em sintonia com o espirito vencedor que todos esperam este ano do clube. Abel é um vencedor e seus títulos conquistados comprovam, mas em sua segunda passagem como treinador do Flamengo confirma que ele não tem o perfil desejado pela torcida e suas ultimas palavras confirmam que a qualquer hora sua casa vai cair… Ventou forte na “Abelândia” e seus alicerces estão bem comprometidos.

Abraços,

Rod Torres

Domingo de Páscoa… Chocolate ou Ressurreição?

Domingo de Páscoa… Chocolate ou Ressurreição?

Flamengo e Vasco em um jogo que promete fortes emoções!

  Fala Rapaziada beleza?! Domingo teremos a finalíssima do Cariocão 2019 e promete forte emoções para os torcedores de Flamengo e Vasco! Afinal, com uma vantagem de poder perder por um gol de diferença o Rubro-negro emplaca como favorito! Porém, o Vasco pode fazer valer o canto de sua torcida e ser o time da virada!

 O Rubro-Negro poderia ter praticamente sacramentado o título na primeira partida da final, porém acabou tendo um gol anulado duvidosamente pelo arbitro e viria para esta partida com uma vantagem de poder perder por até dois gols de diferença para sagrar-se campeão pela 35ª vez na história do torneio carioca. Porém, a torcida rubro-negra segue confiante no título e querendo que o time distribua chocolate para cima do Rival neste domingo de pascoa! O técnico Abel não contara com o Mr. Clássico Bruno Henrique, mas contará com De Arrascaeta. O time vem completo para conquistar o titulo e ganhar uma injeção de ânimo a mais para jogar contra o LDU pela próxima rodada da Libertadores, jogo este que pode carimbar o passaporte do Flamengo para a próxima fase caso consiga pelo menos um empate no Equador. Se sofrer a perda do título, a frigideira vai estar a todo vapor para fritar o treinador que não é nenhuma unanimidade perante a nação rubro-negra. Abre o olho Abelão!

 O time Cruz-maltino mais do que nunca, terá que jogar com muito amor e ser o time da virada para levantar esta taça! O clube vem de uma derrota no primeiro jogo por 2 a 0 onde simplesmente não viu a cor da bola e para piorar a situação perdeu no meio da semana para o Santos pelo mesmo placar na Copa do Brasil, onde fez balançar ainda mais a situação do treinador Alberto Valentim. O técnico tem que aproveitar este sagrado Domingo e aplicar o milagre da ressurreição e conquistar o título! Caso o contrário, o seu bolinho de bacalhau irá azedar de vez e correrá sério risco de não emplacar seu trabalho na continuação dos demais torneio. O Vasco não deve contar com Régis e deve ter a volta do Capitão Leandro Castan e do bom Goleiro Fernando Miguel! É a grande chance do treinador de virar eu jogo e acabar com o longo jejum de 31 anos sem vencer o Rival em uma final de campeonato.

Abraços,

Rod Torres