A indignação rubro negra 

A indignação rubro negra 

O Flamengo é uma das maiores vítimas da tragédia, mas o rubro negro ainda não entendeu

Como diz a música do Skank “Quem não sonhou em seu um jogador de futebol?”. Eu nunca joguei nada, sempre fui perna de pau, mas também sonhei com esse momento. Aquele gol de placa aos quarenta e oito do segundo tempo no Maracanã decidindo um campeonato e enlouquecido indo para os braços da geral. Todo mundo sonhou com isso.

Os dez meninos que morreram sonhavam com isso. Viram no Flamengo a oportunidade de alcançar seus destinos e, mais que isso, mudar de vida, mudar o destino selado para eles e suas famílias.

Deviam ser rubro negros apaixonados. O Flamengo é um dos maiores clubes do mundo, um dos que, diziam, melhor tratar suas bases. Uma chance de ouro vide o recente sucesso de estrelas do Ninho como Paquetá e Vinicius Jr. Mas os sonhos desses meninos viraram cinzas, acabaram sob chamas. Uma tristeza sem fim.

Antes de mais nada quero dizer que sou rubro-negro. Flamengo do tipo que não vê alguns jogos de tão tenso que fico e já chorei até com conquista de Taça Guanabara.

Sou tão rubro negro, tão apaixonado pelo Flamengo que estou revoltado com o que fizeram com o clube. A imprensa? O poder público? Não. Então quem fez mal ao Flamengo? Seus dirigentes. Seus dirigentes que não tiraram todos os alvarás necessários, seus dirigentes que não fizeram trabalho de prevenção de incêndio, seus dirigentes que negligenciaram a segurança de seus meninos. Seus dirigentes que não foram capazes de colocar disjuntores para desligar tudo em caso de curto em picos de luz o que permitiram extintores com força de “xixi de neném” conforme relatos. Seus dirigentes que só fazem pronunciamentos e não tem colhões pra fazer coletiva, responder perguntas. Não, não é para a imprensa que devem satisfações, é para nós!!

A torcida do Flamengo (boa parte) vem tentando “passar pano”. Tentando utilizar várias teorias para tirar a culpa do Flamengo e culpando a tudo e a todos sem perceber que ele é o que tem que estar mais indignado com tudo. Perdão pela má palavra, mas eu to puto!! To puto com as mortes de jovens sonhadores que depositaram no meu clube de coração seus sonhos, to puto com dirigentes soberbos que acham que nada irá acontecer dentro do clube deixarem que sua imagem seja manchada dessa forma.

Evidente que o Flamengo tem culpa no que ocorreu, não dá para tapar o Sol com a peneira, a única diferença da tragédia do Ninho do Urubu das de Santa Maria e quedas de barragens é que a boate Kiss e a Vale não têm torcidas apaixonadas. A do Flamengo é apaixonada, nós somos apaixonados, nós somos a mãe que passa a mão na cabeça do menino dizendo que ele é bom, só está andando com más companhias sem perceber que se passar a mão apenas, se não abrir os olhos e tentar fazer algo o por acontece.

Nesse caso o pior aconteceu.

Os dirigentes do Flamengo tem culpa. Tem culpa na morte dos jovens, tem culpa de um pouco do Flamengo que morreu na sexta. O clube que salvou tantos jovens da miséria agora tem essa mancha em sua história.

Eu odeio o goleiro Bruno, aquele que nos deu tantas alegrias e um título nacional. Odeio porque ele matou um ser humano e por consequência manchou a imagem do Flamengo de tal forma que até hoje ele não se recuperou. Minha escalação do time campeão brasileiro de 2009 começa pelo Léo Moura. Um título brasileiro é menor que a marca do capitão daquele time ser um assassino.

E execro os responsáveis por essa tragédia que igualaram o Flamengo a boate Kiss e a Vale. O Flamengo é vítima e seus algozes deviam lhe proteger, cuidar dele. O rubro negro tem que ser o mais indignado por permitirem essa maldade com o clube. Sua torcida que deu show homenageando os meninos não merecia isso.

Meninos sonhavam ser craques, seus pais entregaram seus filhos ao Flamengo e agora o Flamengo lhes devolve em caixões, Não há passada de pano que seque isso.

Descansem em paz meninos rubro-negros.

Twitter – @aloisiovillar

Facebook – Aloisio Villar

Instagram – @aloisiovillar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>