“Evas do Gramado”

“Evas do Gramado”

A proibição de Vargas ao futebol feminino

A dica de hoje da coluna, acaba de sair do forno. Lançado ontem no Rio de Janeiro, “Evas do Gramado: a história do Primavera Atlético Clube, o time feminino proibido no Governo Vargas”, novo livro de Auriel de Almeida, narra a história do Primavera Atlético Clube, time de futebol feminino do bairro carioca do Engenho Novo perseguido pelo governo Vargas:

Nicéa, Sally, Elza e Aída… hoje desconhecidas, eram as principais jogadoras do Primavera Atlético Clube, clube suburbano que formou o maior time de futebol feminino do Rio de Janeiro no começo da década de 40.

Uma história interrompida durante a ditadura de Getúlio Vargas, que proibiu a participação das mulheres no futebol – em uma lei que só seria revogada quase 40 anos depois!

O livro “Evas do Gramado”, de Auriel de Almeida, reconta toda a trajetória do Primavera em formato de romance histórico. O surgimento, apogeu e fim de uma equipe que encantou o público esportivo carioca e brasileiro e terminou perseguida e fechada pela polícia.

O livro também aborda outras equipes femininas de sucesso da época como o Sport Club Brasileiro, Cassino Realengo, Opposição, Independente… E revela a campanha de parte da imprensa para que o futebol de mulheres fosse banido pelo governo!”.

Contendo 108 páginas, “Evas do gramado” pode ser encontrado no site da Editora Hanói ou na Livraria da Travessa.

Igor Serrano

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>