Apagou a luz no fim do túnel

Apagou a luz no fim do túnel

 O FFC vive uma de suas piores crises…

Desde o início do segundo mandato do ex-presidente do Fluminense, Peter Siemsen (2013-2016), que a gestão do clube DESANDOU…

Ele, no auge de sua arrogância (assim como seu grupo político, a FluSócio) e de seu sucessor, Pedro Abad, tomou uma série de atitudes que acabaram por trucidar a GESTÃO financeira do clube, exemplos:

– Briga com a Unimed: culminou com a saída de uma das maiores patrocinadoras do futebol brasileiro, e pela prepotência do Peter em dizer que tinham 20 outras empresas “na fila” para patrocinar-nos, vimos que a realidade foi outra, tivemos 1 patrocínio de guaraná que não deu certo e que tivemos que reaver o prejuízo na justiça, ou seja, desde a saída da parceira de muito anos não tivemos patrocinador master decente e vivemos a base de PERMUTAS de colchões e de outros produtos e serviços…

– Chantagem com a Adidas: resultou na saída do clube de uma das melhores MARCAS esportivas do mundo… Também, o Peter resolveu fazer leilão com nossa camisa. Ele a ofereceu a várias marcas… Teve que se contentar com marcas desconhecidas no meio do futebol e agora temos uma CAMISA que não vende…

– Samorin: com a desculpa de internacionalização da MARCA, nós estamos gastando rios de dinheiro com nossa “filial” sem retorno algum, nem financeiro, nem esportivo… Na verdade, não temos nem uma nacionalização da marca, quanto mais para fora do Brasil… Esse contrato deveria ser no mínimo investigado…

– Centro de Treinamento: INACABADO! Promessa de campanha que agora está parada graças a inabilidade do Abad com o criador do CT, agora não temos receitas nem para pagar o financiador e nem para acabar a obra…

– Xerém: de fábrica de craques, viramos vendedores de joias a preço de banana e com isto, não perdemos só dinheiro, perdemos o FUTURO, perdemos a possibilidade de novos ÍDOLOS…

O clube atualmente está abandonado, sem segurança, sem funcionários, sem VIDA, maltratado e caindo aos pedaços… E na parte financeira pior ainda, estamos endividados até o pescoço, devendo a Deus e o mundo com funcionário e jogadores com salários atrasados. Segundo informações, adiantando receitas até da próxima gestão, de 2020…

Nossos torcedores já estão sendo maltratados há mais de 5 anos e não aguentaremos mais 1 ano assim, o FLUMINENSE não aguentará mais 1 ano desse jeito…

Gestão TEMERÁRIA, ISSO sim é passível de impeachment do Abad e de se realizar novas eleições… Digo isto para tentarmos SALVAR o clube, ano que vem poderá ser tarde demais…

Por isso tudo que comecei dizendo que a luz apagou, nossa esperança se apagou, mas os únicos que podem salvar o Flu é uma (real) oposição UNIDA, novas eleições JÁ e o TORCEDOR tricolor conosco!

O FFC pede SOCORRO…

Kabessadas

– Temos que nos apegar nesse momento crítico de não cair para segunda e ganhar a Sul-americana, nossas últimas chances de reacender a luz que se apagou;

– Faltam 5 vitórias e 3 empates no BR18 para o Feliz Ano Novo!

A benção João de Deus!

Kabessa Tricolor

One comment on “Apagou a luz no fim do túnel

  • Augusto Cesar says:

    Só ressaltando que a história da Uniimed não tão simples assim. O Celso ameaçava retirar o patrocínio a toda hora que era contestado (contratação do Luxa e mais um rebaixamento põe na conta dele) e fim a empresa estava caindo das pernas, não iria renovar mesmo. O Peter além de banana foi mentiroso, deixou o Flu numa grave crise; e a Adidas tratou o Tricolor como pequeno, os incompetentes é que não conseguiram fechar com uma grande fornecedora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>