Bicicleta e papelão

Da pedalada portuguesa ao pão de queijo

Cristiano Ronaldo!

Sim! Ele mesmo: CRISTIANO RONALDO!

O que falar deste mito? A cada jogo do Campeonato Espanhol e principalmente da Champions League, o robozão mostra que definitivamente não é humano. Na última rodada da liga passou de “Penaldo” para “Bicicletaldo” graças a um gol digno das melhores magrelas de Pimpão e Alecssandro.

Já a Juventus, mais uma vez, se borrou toda ao enfrentar o time merengue. Segunda porrada seguida que provavelmente aposentará o Buffon. Se o resultado de Real Madrid e Juventus pode parecer surpreendente, o que dizer do clássico inglês então?

Nem o “filho da batalha de Istambul” mais otimista ou o comentarista mais sem noção de todos poderia imaginar o atropelo Beatlemaníaco em cima do “Modinha City”.

O time do “melhor técnico do mundo” e líder do campeonato inglês, mal viu a cor da bola. Por sorte escapou de sofrer uma goleada histórica que praticamente o eliminaria da Champions.

Por terras sul americanas, no maior e melhor campeonato de clubes do mundo, Palmeiras e Grêmio fizerem o dever de casa e passaram facilmente por seus adversários (Quem é Monaguas na fila do trem?).

Em Minas não teve gol no clássico nacional: Vasco x Cruzeiro. O destaque vai para a arquibancada que protagonizou uma situação no mínimo bizarra. Estamos falando da Torcida de Papel que o Cruzeiro criou. Incomparável!

Nem mesmo o mosaico eterno da torcida do Botafogo e o mosaico 3D com a foto do Zico (Rocky Balboa) do ano passado foram tão toscos. Parabéns aos envolvidos.

Para finalizar tem decisão pelos estaduais no próximo fim de semana. Quais serão os campeões? Faça aí a sua aposta! Comentários são sempre bem-vindos!

Por Mayco Costa, Flavio Brito, Lucas Liechenstein, Absalan Lopes e Filipe Lobato.

Cruzou é gol

One comment on “Bicicleta e papelão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>