Bicicleta e papelão

Da pedalada portuguesa ao pão de queijo

Cristiano Ronaldo!

Sim! Ele mesmo: CRISTIANO RONALDO!

O que falar deste mito? A cada jogo do Campeonato Espanhol e principalmente da Champions League, o robozão mostra que definitivamente não é humano. Na última rodada da liga passou de “Penaldo” para “Bicicletaldo” graças a um gol digno das melhores magrelas de Pimpão e Alecssandro.

Já a Juventus, mais uma vez, se borrou toda ao enfrentar o time merengue. Segunda porrada seguida que provavelmente aposentará o Buffon. Se o resultado de Real Madrid e Juventus pode parecer surpreendente, o que dizer do clássico inglês então?

Nem o “filho da batalha de Istambul” mais otimista ou o comentarista mais sem noção de todos poderia imaginar o atropelo Beatlemaníaco em cima do “Modinha City”.

O time do “melhor técnico do mundo” e líder do campeonato inglês, mal viu a cor da bola. Por sorte escapou de sofrer uma goleada histórica que praticamente o eliminaria da Champions.

Por terras sul americanas, no maior e melhor campeonato de clubes do mundo, Palmeiras e Grêmio fizerem o dever de casa e passaram facilmente por seus adversários (Quem é Monaguas na fila do trem?).

Em Minas não teve gol no clássico nacional: Vasco x Cruzeiro. O destaque vai para a arquibancada que protagonizou uma situação no mínimo bizarra. Estamos falando da Torcida de Papel que o Cruzeiro criou. Incomparável!

Nem mesmo o mosaico eterno da torcida do Botafogo e o mosaico 3D com a foto do Zico (Rocky Balboa) do ano passado foram tão toscos. Parabéns aos envolvidos.

Para finalizar tem decisão pelos estaduais no próximo fim de semana. Quais serão os campeões? Faça aí a sua aposta! Comentários são sempre bem-vindos!

Por Mayco Costa, Flavio Brito, Lucas Liechenstein, Absalan Lopes e Filipe Lobato.

Cruzou é gol

Cheirinho

Certamente, de todos os sentidos do ser humano, o olfato é aquele mais prazeroso e misterioso ao mesmo tempo.

Nada como sentir um cheirinho de café logo de manhã cedo, ou perceber ao longe que sua mãe está terminando o almoço e você tentando adivinhar qual será o rango do dia.

Sentir o cheiro também está ligado ao tempo:

– Hoje está com cheirinho de chuva!

E a pessoa amada? Lógico que não podemos esquecer o homem ou a mulher que amamos. Certamente eles possuem um cheirinho próprio que nos remete à saudade quando não estão conosco. E ainda os bebês e animais domésticos que possuem um odor próprio.

No entanto, desde o ano de 2016, um “jênio” teve uma ideia brilhante:

SIM !!! Ele mesmo o cheirinho do hepta ou será do Hexa? (Não vou entrar nesta discussão).

O Cheirinho foi criado com base nas máximas de: “se deixar chegar já era” e “Flamengo é time de chegada”.

Até que em 2016, de fato, várias coincidências aconteceram e levaram os mais supersticiosos a acreditarem que o Flamengo chegaria ao título. Superstição não ganha jogo e muito menos campeonato. O Palmeiras foi campeão e desde então o rubro-negro carioca é assombrado pela maldição do cheirinho!

CHEIRINHO DA LIBERTADORES 2017

CHEIRINHO DO BRASILEIRO 2017

CHEIRINHO DA COPA DO BRASIL 2017

CHEIRINHO DA SULAMERICANA 2017

CHEIRINHO CARIOCA 2018

O mais recente vexame foi a eliminação no campeonato carioca:

  • Orçamento 03 vezes maior do que o adversário.
  • No papel, tem um elenco melhor.
  • Jogava pela vantagem do empate.
  • Tinha mais do que o dobro de torcedores no estádio.

Mesmo com todos estes fatores a favor, o Flamengo não foi capaz de mostrar nenhuma jogada envolvente e trabalhada que pudesse comprovar o “favoritismo”.

Neste jogo inclusive, se não bateu, esteve próximo de alcançar o recorde mundial de cruzamentos na área. Foram ao todo 45.

Após o último fracasso, Ricardo Lomba, vice-presidente de futebol, demitiu: Rodrigo Caetano, Paulo Cesar Carpegiani, Jayme de Almeida, Mozer e Marcelo Martorelli (provavelmente, se pudesse, demitiria o presidente Bandeira de Melo também).

Com as férias forçadas, o Flamengo terá aproximadamente 15 dias de preparação para o jogo de estreia do Brasileirão contra o Vitória e contra o Santa fé na sequência pela Libertadores. Que venham novos ares…

Por Mayco Costa (Cruzou é gol)