Última rodada: emoção para os Cariocas!

Flamengo se classifica para a Libertadores, Vasco para a Pré, enquanto Botafogo e Fluminense só observam

 
 
Botafogo 
 

Olha, viu… Confesso que preferia escrever uma canção de amor ou ter ido ver o filme do Pelé, mas é preciso falar de Botafogo! O difícil é engolir essa 10ª colocação no Campeonato Brasileiro. O clube conseguiu a incrível façanha de cair de quinto para 10° colocado, não vencer nenhum jogo em casa na reta final do campeonato, passar a competição inteira no G8 e não garantir a vaga na Libertadores 2018, na última rodada. Lamentável! A verdade é que a queda do Alvinegro começou desde a inaceitável virada do São Paulo e através dos diversos jogos em que deixou a vitória escapar por erros bobos. O torcedor sentiu o gostinho dos dois extremos: o doce, no primeiro semestre, com a boa campanha na Libertadores e Brasileiro, e o amargo, quando viu Atlético-MG e Chapecoense fazerem gols nos últimos minutos. Falando em Chape, vale lembrar que eles remontaram um elenco inteiro em um ano, o que destrói qualquer argumento que Jair Ventura e diretoria queiram dar nesse momento. Agora é parar de dar justificativas pífias, reconhecer os erros, a vergonha, a falta de compromisso de alguns profissionais, e se preparar para um ano com menos dinheiro e mais desafios.

 
Flamengo
 
Como o Flamengo vive 2017 como se tivesse uma montanha russa e o jogo do Vitória refletiu exatamente isso. Vai, não vai. Vai, não vai. Foi! O Flamengo foi para a Libertadores direto, não vai nem sofrer na fase de grupos. Não vou nem dizer que foi obrigação, porque eu realmente não esperava ir direto pelo Brasileirão. Foi uma boa surpresa. Para completar, ainda tem a final da Sul-Americana, que vai ser decidida no Maracanã. Se isso é bom eu não sei. Do jeito que o time só decepciona nas competições internacionais, um segundo jogo fora doeria menos em uma possível derrota. Não dá pra ser confiante com a equipe, por mais que eu queira. Temos que fazer um bom resultado lá fora, nem que seja um empate. Será que nosso goleirão e o artilheiro Vizeu vão brilhar de novo? Porque agora podemos dizer, de novo, que habemos goleiro! Diego Alves se machucou, Muralha já falhou, mas César é o nome do milagre. O que ele fez nos dois últimos jogos foi brincadeira! Belas defesas, passando segurança ao time, e ainda pegando pênalti, mesmo estando dois anos sem disputar uma partida oficial. Já o Vizeu precisava de espaço. Ele ficava sendo a sombra de Damião e Guerrero e, agora, vem mostrando que pode sim fazer a diferença. E que faça! Precisamos desse título internacional vai coroar a boa gestão dos últimos anos e alegrar um pouco essa torcida que vem sofrendo tanto com esse time! SRN!

Crédito: Gilvan de Souza
 
Vasco 
 
Quanta emoção para apenas um domingo, meus amigos! Fizemos no nosso dever de casa e, ao contrário do que andam afirmando por aí, o Vasco depende apenas dele para conquistar a vaga na fase de grupos. Torcer pra rival não cabe aqui, até porque eu tenho convicção que faremos nossa parte! Finalmente o Brasileiro acabou e o Vasco concluiu seus esforços com muito mérito! Conquistamos a tão sonhada vaga pra Libertadores (sim, já é Libertadores, e se o rival rubro-negro ajudar, entraremos para a fase de grupos!). Agora, podemos tirar o pé do freio e pensar no futuro. É claro que deixo aqui minha gratidão e agradecimento pelo ano de SUPERAÇÃO que tivemos, mas para seguir firme na competição internacional que enfrentaremos logo, logo, é preciso rever o elenco, analisar cada um dos jogadores e montar o time da maneira mais sólida e segura possível. Não vou arriscar aqui quem deve sair ou ficar, mas cravo, com toda a segurança do mundo que o cara da temporada, meu querido Zé Ricardo, tem que seguir! Devemos continuar unidos pelo Vasco, pelo ano de 2017 e suas boas surpresas. Aproveito também para parabenizar a torcida, que deu um show a parte em São Januário! Seguimos juntos, esperando ansiosamente por 2018 e todas as novidades que ele com certeza trará! SV!
 
Fluminense
 
A última rodada do Campeonato Brasileiro foi cheia de emoções para todos os cariocas… só que não! Além de ter sido uma partida chata, o Fluminense empatou em 1 a 1 com o lanterna Atlético Goianiense. Não havia vontade dos jogadores, mas entendo ter sido um jogo apenas para cumprir a tabela. Pelo menos, mesmo sem marcar, Henrique Dourado terminou como artilheiro, empatado com o Jô. Gustavo Scarpa jogou todos os 38 jogos, mostrando que mesmo com atuações ruins, sempre está à disposição do treinador. Isso é importante para um clube que teve muitos desfalques ao longo do ano. O problema é que o Flu não está em condições financeiras para pensar em contratação de peso para 2018, podendo perder jogadores importantes. Aparentemente, Abel Braga deve continuar como técnico. Porém, os tricolores não estão tranquilos, pois não há certeza de nada. O lado bom dessa história toda? Uma vaga na Sul-Americana do próximo ano. Ou seja, até que o jogo valia alguma coisa, né… ST!  
 
Crédito: André Durão
 
Beijo de batom vermelho: A Chapecoense merece o beijo! Depois do acidente e de tudo o que passou, conseguiu a vaga para a Pré-Libertadores!
 
Borrou o batom: Já foi dito, mas vale ressaltar porque o borrão foi feio! O Botafogo ficou a maior parte do campeonato entre os classificados para a Libertadores e deixou a vaga escapar aos 45 do segundo tempo. Borrou o batom, Fogão!.

Fica boa a briga entre os cariocas pela classificação à Libertadores de 2018

“Vai cair”, diziam eles! Só o Vasco vence na rodada e acirra a disputa entre os cariocas pela vaga 

 

 

Fonte: Ale Cabral/AGIF

Botafogo

Faltou raça, determinação e espírito de reação na derrota do Botafogo para o Palmeiras, em 2 a 0. Deu desgosto em ver a displicência de Bruno Silva e companhia. Arnaldo e Gilson protagonizaram um festival de lambanças. Joao Paulo, que quase sempre elogio, estava perdido em campo. O Alvinegro enfrentou um adversário qualificado e sem vontade de vencer fica complicado. Saudades daquele time com garra do início da temporada. É inacreditável que esse mesmo elenco, com exceção de alguns, conseguiu eliminar campeões da Libertadores em 2017, e agora corre risco de nem competir no ano que vem, por não conseguir vencer mais jogos! Aos 43 anos e fazendo seu último jogo na Arena Palmeiras, Zé Roberto, sozinho, jogou  melhor que o time do Botafogo todo! Como cenário atual, o Glorioso tem a obrigação de vencer na última rodada, torcer para o Grêmio ganhar a Libertadores e secar seus adversários mais próximos na tabela. Isso sem João Paulo, Bruno Silva, Pimpão e Gilson, que estão suspensos para o próximo jogo. Oooh, Botafogo, o torcedor apaixonado não merecia isso…

Flamengo

Que sina vive o gol do Flamengo este ano. Muralha começou o ano mostrando que as boas defesas que aconteceram no ano passado poucas vezes se repetiria em 2017. Só que aí ele começou a falhar. Feio. E veio o Diego Alves. Ele demorou pra pegar ritmo, logo de cara levou dois gols de pênalti e foi crucificado: “ué, cadê o pegador?”. Só que ele foi ganhando ritmo e a confiança da torcida do Flamengo. Mas, infelizmente, na Copa do Brasil, o craque não poderia defender. Muralha em fase ruim, Rueda apostou no Thiago no primeiro jogo da final. Falha. Bizarra. Mesmo assim, ele seguiria como titular, se não machucasse a mão. Volta então Muralha. Herói do título??? Quem nao se iludiu? Mas, não, nenhum pênalti defendido e Cruzeiro campeão. Mas na Sul-Americana seria diferente, afinal, a gente teria o nosso pegador oficial, melhor do mundo! Só que como tudo é difícil no Flamengo, ele se machucou no primeiro jogo da semifinal e de quem seria a responsa? Muralha! Que levou gol após 54 segundos em campo. Que falhou nos dois únicos chutes que o Santos deu no gol pelo Brasileiro, dentro da Ilha, no último jogo do Fla no ano lá. Agora, pode ser que fique na mão do goleiro César nos salvar na competição internacional e, quem sabe, acabar com esse vexame que está sendo o ano do Flamengo, principalmente no gol. SRN!

Vasco

Me admira perceber que, mesmo depois da vitória sobre o Cruzeiro no último domingo, a comissão técnica ainda não conseguiu enxergar o que todo torcedor vascaíno vê quando assiste aos jogos do Gigante. A marcação do Vasco não assusta o adversário. Todos os jogadores permanecem há metros de distância dos atacantes, o que facilita (e muito) que aquelas famosas “bolas vadias” tenham vida na área de domínio de Martin Silva! Vencemos, mas não convencemos. Tomara que tudo caminhe a nosso favor para que a tão sonhada vaga na Libertadores de 2018 seja nossa de vez! Terminar o campeonato em casa, com a torcida a favor, com certeza vai fazer o time render mais em campo. Foi o que eu adiantei aqui na coluna, na semana passada: por mais que 2017 tenha sido um ano de altos e baixos, prefiro encarar a temporada atual como surpresa! Nosso elenco não é dos melhores, contamos com mudança de técnico, eleição no clube e alguns outros fatores externos que poderiam ter feito desde ano péssimo para o Vasco. Mas, para minha surpresa e de toda a torcida vascaína, a equipe conseguiu se unir e manter em mente o foco traçado desde a chegada de Zé Ricardo! Agora é torcer contra o Botafogo (desculpe aí, Juliana!) e fazer o dever de casa! A vaga está nas nossas mãos e vamos lutar com unhas e dentes! SV!

Fluminense

Alguém se surpreendeu com a derrota em 2 a 1 para o Sport? O ano já acabou para o Fluminense. Eu já achava que o time estava jogando sem vontade… Imaginem sem disputar mais nada? Parece que os jogadores não entraram em campo no primeiro tempo, pois só o adversário jogou. Apesar de todos os gols terem saído nessa primeira parte, foi chato de se ver. Com exceção do belo gol de bicicleta do Marcos Junior. Na segunda etapa, o tricolor voltou um pouco ofensivo. Aliás, há alguns jogos o Matheus Alessandro vem se destacando quando entra em campo, dando outra postura ao time, com mais velocidade. Mesmo assim não foi suficiente nem para empatar, muito menos para vencer. E se esse último jogo foi ruim, não quero pensar no próximo contra o Atlético goianiense, já rebaixado. Vamos pensar pelo lado bom? Torcer para que todos se animem para que o Henrique Dourado seja o artilheiro do Campeonato Brasileiro. No momento, ele está empatado com o Jô. ST!

Beijo de Batom Vermelho: Beijo e parabéns ao América-MG pelo título da Série B do Campeonato Brasileiro! Um beijo especial também para Rafael Lima, que marcou gol do título. O zagueiro  foi cortado do voo da Chapecoense que acabou em tragédia, na Colômbia, há um ano, e ficou emocionado ao dedicar a vitória às vítimas do acidente.

 

Fonte: futebolbahiano.org

Quem Borrou o Batom? Cenas lamentáveis na arquibancada e em campo marcaram a queda da Ponte Preta para Série B. Fora de campo, foi um cenário de guerra da torcida da Macaca, que invadiu o campo para tentar agredir os torcedores com jogo ainda em andamento. Além disso, foi chocante a truculência totalmente desnecessária de um policial que empurrou e expulsou do estádio um pai que estava preocupado com a segurança do filho. O papelão em campo ficou por conta do zagueiro Rodrigo, que levou cartão vermelho por “dedadas” e “apalpadas”, de forma invasiva, em Tréllez, aos 18 minutos do primeiro tempo, quando a Macaca ainda vencia por 2 a 0. Que vexame! Vamos rever as atitudes e o profissionalismo?

Briga acirrada pela pré-Libertadores entre os cariocas


Flamengo, Vasco e Botafogo seguem na briga pela vaga enquanto o Fluminense se livra de cair
 
 

Flamengo

Não dá entender o Flamengo. Um dia, um sufoco pra ganhar jogo fácil. No outro, vitória tranquila sobre o campeão brasileiro. Aliás, único time que não perdeu para o Corinthians neste campeonato, prazer. Acho que foi o melhor feito do Rubro-Negro neste ano até agora. Isso pode mudar se o time ganhar a Sul-Americana. O primeiro jogo é nesta quinta, no Maracanã, pela semifinal contra o Junior Barranquilla. Não preciso falar que é ganhar ou ganhar, né? Pelo menos em casa, tem que ser uma obrigação. Já lá fora… Bom, melhor fazer um bom resultado aqui pra não precisar de muito na Colômbia, porque o Flamengo tem grandes dificuldades de jogar fora da casinha. Apesar de ser difícil confiar na equipe, a torcida espera que não falte luta, não tenham brigas entre os próprios jogadores, que a zaga não dê mais tanto mole e que o ataque volte a funcionar mesmo sem Guerrero. SRN!

Vasco

Muito se falou durante a semana que o Vasco estava com as mãos na vaga pra pré-Libertadores! E toda vez que essa exposição acontece, o time vai lá e perde as estribeiras. Como se já não bastasse ter assistido o Flamengo atropelar o campeão Corinthians, ainda fomos obrigados a engolir essa derrota pro Furacão! Depois de 10 jogos sem perder, de muita garra nas últimas partidas e de um último suspiro para conseguir a tão sonhada vaga no G-7, parece que faltou, nesta última partida, aquele fôlego que vimos na virada contra o Santos, por exemplo. Uma pena, realmente, porque agora, já na 9ª posição, não acredito que será uma tarefa fácil estar na competição continental no próximo ano.
Fluminense
Venceu por 2 a 0, mas não convenceu. Um primeiro tempo ruim. Impressionante como o Fluminense não conseguia criar chances de gol, mesmo depois de ser expulso um jogador da Ponte Preta. Claro que o adversário ia fechar a defesa, jogar no contra-ataque e dificultar o ataque tricolor. No segundo tempo, Douglas fez um gol “chorado” aos 13 minutos. Depois de balançar as redes, o time carioca passou a administrar a partida, esperando uma oportunidade para ampliar o placar. Apesar de ter aparecido algumas oportunidades, percebe-se que o time não melhorou nas finalizações, nem com um jogador a mais. O Dourado só conseguiu deixar o dele aos 41 minutos da etapa final, depois de um chute lindo do Scarpa, que bateu no travessão. O importante é estar livre do rebaixamento e não é nada feliz escrever isso, pelo contrário, nenhum tricolor deveria estar passando por essa situação. ST!

Crédito: Divulgação
 
Botafogo
Apesar de toda a dedicação na Libertadores de 2017, o Botafogo sempre demostrou equipe limitada durante a temporada, e ainda teve a infelicidade de perder jogadores fundamentais. Camillo e Airton, na minha opinião, foram as maiores perdas. Sassá e Montillo também fazem falta. Agora é a vez de Roger, que está praticamente com as malas prontas. Para piorar a situação, Pimpão e Gatito estão passando por má fase. O problema é que o Glorioso não tem elenco forte, o que contribui para a desmotivação do time. No empate contra o São Paulo, Jair conseguiu até aumentar a mobilidade em campo, mas o Alvinegro não encaixou contra-ataques. Pimpão e Guilherme bateram cabeça no posicionamento. Sei que pedi a volta do Valencia aqui na coluna antes, mas o jogador sentiu muito a falta de um camisa 9 de referência na área. Acredito que grande parte do declínio deve-se ao desgaste físico, aliado a uma natural queda na motivação, pela eliminação na Libertadores e Copa do Brasil. Jair terá uma semana livre para treinar a formação que enfrentará o Palmeiras, mas espero que o trabalho de motivação seja considerado o mais importante nesse término de temporada.
Beijo de Batom Vermelho: Como já era esperado, o Corinthians se consagrou campeão brasileiro com três rodadas de antecedência. É hepta!

Quem Borrou o Batom? 
Como não podia ser diferente, a briga entre Vizeu e Rhodolfo merece a nossa atenção. O time já não está em boa fase e os jogadores ainda mostram que também não estão vivendo em muita harmonia. Violência e dedinho do meio pro adversário já não é legal, imagina pro companheiro de equipe? O assunto foi tão negativo que repercutiu até lá fora. O jornal esportivo “Marca”, da Espanha”, noticiou que dois companheiros de Vinícius Jr no Flamengo quase saíram no tapa. Foi feio, amigos!
Crédito: Globo