Um weekend no MMA

Um weekend no MMA

Tri main event brasileiro

O último fim de semana foi muito especial para o MMA brasileiro. Foram três grandes eventos com participação dos lutadores do Brasil no Main Event.

Bellator 202

Na sexta-feira, dia 13, no Bellator 202, na cidade americana de Thackerville, a brasileira Talita “Treta” Nogueira desafiou a campeã da divisão peso-pena, a canadense Julia Budd, na luta principal do evento. Infelizmente não foi desta vez que a nossa guerreira chegou ao cinturão. Budd venceu com um nocaute após um poderoso direto de direita que levou Talita ao solo no terceiro round. Os outros brasileiros do card também sentiram o gosto amargo da derrota. O peso-galo Dudu Dantas foi nocauteado no começo do primeiro round por Michael McDonald. Dudu ainda sofreu uma séria contusão no tornozelo direito que o deixará por um bom tempo fora de combate. O outro brasileiro, o peso-médio Léo Leite, também foi derrotado pelo americano Chris Honeycutt por decisão unânime dos juízes (triplo 30-25).

Bellator 203

No dia seguinte a situação melhorou no Bellator 203 na cidade italiana de Roma. Patrício “Pitbull” colocou o seu cinturão em jogo contra o desafiante, o alemão Daniel Weichel, pelo main event da noite e em um combate muito duro manteve o título de campeão dos pesos-penas com uma vitória por decisão dividida dos juízes (49-46, 47-48 e 48-47). Um outro destaque do evento foi o nocaute relâmpago do peso-galo italiano Michele Martignoni sobre o seu compatriota Simone D’Anna. Martignoni acertou um chute certeiro na cabeça do adversário em apenas seis segundos de luta e levou o público ao delírio.

UFC Fight Night

Nesta mesma noite de sábado, no UFC Fight Night na cidade americana de Boise, tivemos o retorno do grande lutador brasileiro e ex-campeão do UFC, Júnior Cigano, após um período de 14 meses fora do octógono. O peso-pesado enfrentou o búlgaro Blagoy Ivanov, ex-campeão no World Series of Fighting (WSOF), estreante na organização. Em um combate marcado pelo controle de Cigano, que buscou neutralizar os ataques de Ivanov durante os cinco rounds, o brasileiro chegou a vitória por decisão unânime dos juízes (triplo 50-45). Outros dois lutadores brasileiros também estavam no card, ambos também estreantes na organização. Jennifer Maia, ex-campeã peso-mosca do Invicta FC, enfrentou a americana Liz Carmouche pelo card preliminar do evento e acabou derrotada por decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 29-28). Já pela categoria peso-pena, Raoni Barcelos, ex-campeão do RFA, lutou contra o americano Kurt Holobaugh e conseguiu uma bela vitória por nocaute. O brasileiro nocauteou o adversário no terceiro round com um uppercut que deixou Holobaugh vendo anjinhos voando em volta de sua cabeça.

Até a próxima quarta-feira com mais do MMA pelo mundo!

Marcelo Soido Paz

 

A Capivara Deu Cria

  https://www.acapivaradeucria.com.br

 https://www.facebook.com/capivaradeucria

 https://www.instagram.com/acapivaradeucria/

#acapivaradeucria

#paladinodaboemia

#capivaranotatame

Um mundial com cara de Eurocopa

Um mundial com cara de Eurocopa

Velho mundo domina fase decisiva da competição

Generated by IJG JPEG Library

Fala rapaziada! Copa do Mundo ou Eurocopa? No maior torneio mundial de futebol a Europa dominou a competição e teve no momento crucial da competição, quatro seleções do próprio continente: França, Bélgica, Croácia e Inglaterra se destacaram das demais equipes e acabaram como protagonistas da disputa. Confesso ter ficado confuso! O que aconteceu com o futebol do resto do mundo, principalmente do sul americano? Quais fatores foram determinantes para que Brasil, Argentina e Uruguai (donos de 9 títulos) não nos representassem nesta fase final da Copa da Rússia?

 

A verdade é que a Copa da Rússia mostrou o quanto os demais times dos continentes estão atrasados se comparados as seleções europeias. Seja o elenco, esquema táticos ou preparação física, Brasil, Argentina e Uruguai, principalmente, convocaram jogadores talentosos como Neymar, Messi e Luís Suarez, mas sucumbiram nas fases do mata-mata, graças a falta de competitividade. O Brasil, favorito a conquista da Copa, deixou claro sua falta de experiência e a falta de um jogador decisivo. Neymar fracassou. A Argentina, que vinha de uma classificação na fase de grupos conquistada na última rodada, apesar de ter bons nomes no papel, mostrou-se um desastre em campo e fora dele. Além dos problemas administrativos, o técnico Sampaoli não soube aproveitar melhor excelentes jogadores a ponto de deixar o Dybala no banco. Já o valente Uruguai, o menos pior dos sul americanos mais tradicionais, pegou um grupo teoricamente fraco no início da Copa, mas foi um pouco mais longe. Eliminou Portugal de CR7 nas oitavas e caiu de pé diante da finalista e favorita para a conquista da competição. Foi até onde deu.

 

Domingo, Croácia e França se enfrentam em uma final justa. As duas chegaram por méritos e se não apresentaram o melhor futebol do mundo, foram regulares em suas campanhas. Como dissera anteriormente, favoritismo para a França que tem em Mbappé, Griezmann, Kanté e Pogba as suas maiores referências. Podem decidir uma partida a qualquer momento. Por outro lado, a guerreira seleção croata pode surpreender.  Vem de 3 prorrogações consecutivas e traz na garra, na superação e no talento de Modric, Rakitic e Mandzukic as suas melhores armas.  O duelo promete muitas emoções. E aí? Em quem você aposta?

 

Abraços,

Rod Torres.

Instagram: @rod_torres79

  https://www.acapivaradeucria.com.br

 https://www.facebook.com/capivaradeucria

 https://www.instagram.com/acapivaradeucria/

#acapivaradeucria

#capivaraatleta

Cormier vence Miocic e alcança conquista histórica

Cormier vence Miocic e alcança conquista histórica

Lutador unifica os cinturões dos meio-pesados e dos pesados

 

Salve, salve!

Quem esteve no ginásio T-Mobile Arena em Las Vegas (EUA) e acompanhou o main event do UFC 226 pôde assistir um momento histórico para o MMA. Stipe Miocic e Daniel Cormier, campeões dos pesos-pesados e dos meio-pesados respectivamente, se enfrentaram na luta principal do evento, na chamada super luta. A expectativa dentro do ginásio era enorme. Todos imaginavam um combate eletrizante, uma verdadeira batalha de gladiadores, entretanto, o resultado acabou sendo um tanto quanto surpreendente.

Mesmo com um Miocic mais alto e mais forte, Cormier não se apequenou e foi para cima do adversário de forma bastante agressiva e com um cruzado de direita daqueles de almanaque. Ele conseguiu atingir o queixo de Stipe levando-o ao solo com um knockdown. Bastaram alguns golpes para o juiz interromper a luta e declarar a vitória de Daniel Cormier. Detalhe: tudo isto rolou antes do fim do primeiro round, isso mesmo, a super luta durou apenas 4m33s. Daniel Cormier conquistou, de forma simultânea, os cinturões dos meio-pesados e dos pesados e se igualou ao irlandês Conor McGregor com o título em duas categorias ao mesmo tempo.

     

Como sempre, rolou uma treta durante a entrevista pós luta: Cormier provocou Brock Lesnar. O lutador subiu no octógono para tirar satisfações. Ao que tudo indica, teremos um duelo entre esses lutadores em breve. Porém, como Lesnar ainda precisa cumprir a suspensão de seis meses por doping o combate deve ficar para 2019,

Um outro nome que foi lembrado como possível adversário de Cormier foi o do lutador brasileiro Maurício Shogun. Ele vem de três vitórias seguidas e hoje ocupa a oitava colocação no ranking dos pesos-meio-pesado.

Resultados do UFC 226

CARD PRINCIPAL

Daniel Cormier venceu Stipe Miocic por nocaute aos 4m33s do R1

Derrick Lewis venceu Francis Ngannou na decisão unânime (29-28, 29-28, 30-27)

Mike Perry venceu Paul Felder na decisão dividida (29-28, 28-29, 29-28)

Anthony Pettis venceu Michael Chiesa por finalização aos 52s do R2

Khalil Rountree venceu Gokhan Saki por nocaute a 1m36s do R1

CARD PRELIMINAR

Paulo Borrachinha venceu Uriah Hall por nocaute técnico aos 2m38s do R2

Raphael Assunção venceu Rob Font na decisão unânime (triplo 30-27)

Drakkar Klose vence Lando Vannata na decisão unânime (triplo 30-27)

Curtis Millender venceu Max Griffin na decisão unânime (triplo 29-28)

Dan Hooker venceu Gilbert Durinho por nocaute aos 2m28s do R1

Emily Whitmire venceu Jamie Moyle na decisão unânime (triplo 29-28)

Vou ficando por aqui.

Até a próxima quarta-feira

Marcelo Soido Paz

Capivara no Tatame

A Capivara Deu Cria

A Capivara Deu Cria

  https://www.acapivaradeucria.com.br

 https://www.facebook.com/capivaradeucria

 https://www.instagram.com/acapivaradeucria/

#acapivaradeucria

#paladinodaboemia

#capivaranotatame