UFC – 237

UFC retorna ao Rio de Janeiro com a disputa do cinturão Peso-Palha entre Rose Namajunas e Jessica Andrade

 

O UFC 237 chega a cidade do Rio de Janeiro hoje, dia 11 de maio, na Jeunesse Arena, na Barra da Tijuca,  para um dos maiores cards da sua história, podendo garantir um novo cinturão para o Brasil.

A paranense de Umuarama Jessica Andrade (19-6) enfrenta a atual dona do título peso-palha Rose Namajunas (9-3). A americana se tornou campeã da divisão após chocar o mundo e destronar a até então imbatível Joanna Jedrzejczyk por nocaute técnico no UFC 217, em novembro de 2017. A polonesa ganhou o direito da revanche em abril do ano seguinte, no UFC 223, mas foi novamente derrotada, dessa vez por decisão unânime. Já a brasileira Jessica “Bate-Estaca” vem em uma sequência impressionante de performances desde que desceu do peso-galo para o peso-palha, categoria onde hoje lidera o ranking. Com apenas uma derrota na divisão – para a então campeã Jedrzejczyk – Jessica acumulou vitórias sobre nomes como Claudia Gadelha, Karolina Kowalkiewicz, Tecia Torres e Joanne Calderwood até chegar a luta contra Namajunas. Além da tão sonhada oportunidade de conquistar o cinturão do UFC, Jessica também vai poder reencontrar a torcida brasileira. Sua última luta no país aconteceu em fevereiro de 2015, em Porto Alegre.

O UFC 237 também vai marcar a volta do Rei do Rio, José Aldo (28-4) à cidade maravilhosa. Ex-campeão peso-pena, o manauara já declarou que esse será seu último ano no UFC e que a conclusão perfeita para a sua carreira seria fazer suas lutas finais em casa. Atual líder do ranking, atrás apenas do campeão Max Holloway, Aldo vem de duas grandes vitórias por nocaute técnico: sobre Jeremy Stephens, em julho de 2018, e sobre Renato Moicano, há pouco mais de um mês no UFC Fortaleza. Do outro lado do octógono estará o australiano Alexander Volkanovski (19-1). Invicto desde 2013 e com 16 vitórias consecutivas, Volkanovski – atual número quatro entre os penas – pediu para lutar com Aldo após vencer Chad Mendes por nocaute técnico, em dezembro.

Outro nome confirmado e muito esperado é o da lenda Anderson Silva (34-9). O ex-campeão dos médios enfrentou em sua última luta Israel Adesanya, no UFC 234, em fevereiro. Apesar da derrota por decisão para Israel Adesanya, Anderson teve grande atuação e fez uma luta equilibrada com o jovem nigeriano, que rendeu o bônus de Luta da Noite para os dois atletas. No Rio de Janeiro, Anderson irá enfrentar o americano Jared Cannonier (11-4), nono entre os médios e que vem de vitória sobre David Branch, no final do ano passado. A luta do dia 11 de maio vai marcar o reencontro de Spider com seus apaixonados fãs cariocas. Ele não luta no Rio de Janeiro desde 2012.

O UFC 237 também vai contar com o duelo entre o brasileiro Rogério Minotouro (22-8) e o americano Ryan Spann (14-5) pelo peso-meio-pesado. Com 22 vitórias na carreira, Minotouro nocauteou Sam Alvey em sua última luta, no UFC São Paulo, em setembro do ano passado. Já o seu adversário vem de cinco vitórias seguidas, sendo a última sobre o brasileiro Luis Henrique KLB, no mesmo evento.

Outro nome feminino que marca presença no card do UFC 237 é o da ex-desafiante ao cinturão peso-galo feminino Bethe Correia (10-3-1). A paraibana, atual número 12 da divisão, retorna depois de um ano e meio afastada do octógono. Sua adversária será a mexicana Irene Aldana (9-4), décima na categoria. O esperado duelo entre Correia e Aldana deveria ter acontecido no ano passado, mas acabou cancelado por duas vezes devido a lesões.

O evento terá cobertura do Pop Bola, fiquem ligados nas redes sociais.

UFC 237
11 de maio de 2019, no Rio de Janeiro
CARD PRINCIPAL (23h, horário de Brasília):
Peso-palha: Rose Namajunas x Jéssica Bate-Estaca
Peso-médio: Jared Cannonier x Anderson Silva
Peso-pena: José Aldo x Alexander Volkanovski
Peso-meio-médio: Thiago Pitbull x Laureano Staropoli
Peso-leve: Francisco Massaranduba x Carlos Diego Ferreira
Peso-meio-pesado: Rogério Minotouro x Ryan Spann
CARD PRELIMINAR (18h15, horário de Brasília):
Peso-leve: Thiago Moisés x Kurt Holobaugh
Peso-galo: Irene Aldana x Bethe Correia
Peso-leve: BJ Penn x Clay Guida
Peso-mosca: Luana Dread x Priscila Pedrita
Peso-meio-médio: Warlley Alves x Sérgio Moraes
Peso-galo: Raoni Barcelos x Carlos Huachin
Peso-galo: Talita Bernardo x Melissa Gatto
#
#
#

UFC 237 – José Aldo próximo a trocar de luvas?

Rose Namajunas e Jessica Andrade farão a luta principal na disputa pelo cinturão do peso-palha

O Copacabana Palace foi o palco do primeiro evento oficial do UFC Rio 10, ou UFC 237, que ocorrerá no dia 11 de maio. Tendo como luta principal a disputa pelo título de Peso-palha entre a americana Rose Namajunas e a brasileira Jessica Andrade.

Presentes estavam o ex-campeão José Aldo, Rogério Minotouro, Jéssica Bate-Estaca e a campeã Rose Namajunas. A ausência ficou por conta de Anderson Silva, que estava confirmado para o evento, mas devido a compromissos contratuais não pode comparecer, mas foi confirmado no card conforme informou Rodrigo Minotauro, embaixador do UFC no brasil, que ciceroneou a apresentação.

Ainda se recuperando de uma infecção no joelho, que ocorreu após um treino, o Ex-campeão José Aldo enfrentará o australiano Alex Volkanovski pela divisão peso-pena. O lutador chegou a ficar internado para acelerar a recuperação e embora tenha afirmado que temeu por sua ausência no UFC Rio, demostrou otimismo e confiança na liberação total dos médicos.

José Aldo já confirmara no início deste ano que deseja se aposentar do MMA ainda em 2019, e reiterou a sua vontade, confessou inclusive que deseja lutar Boxe profissional, já possuindo algumas propostas, sem, no entanto, divulgar maiores detalhes. Será que o veremos em breve utilizando outras luvas?

Falando sobre a luta principal, as lutadoras demonstraram respeito mútuo e a desafiante Jessica Andrade afirmou estar concretizando um sonho em disputar o título em seu país, mesmo não sendo em sua cidade natal, Curitiba, que chegou a ser especulada como eventual palco do confronto, mas as negociações não se concretizaram.

A campeã, Namajunas demostrou felicidade em lutar na Cidade Maravilhosa, reverenciando as origens da cidade no Jiu-Jitsu. Indagada sobre se estaria preparada sobre eventual clima hostil da torcida, Namajunas afirmou não ter vivenciado isso ainda e demostrou encantamento pela cidade. Que as boas lembranças dela permaneçam apenas na cidade e não no resultado da luta.

Outro que marcou presença foi o veterano Minotouro, que irá enfrentar Ryan Span pela divisão dos meio-pesados. Animado por mais uma luta no Rio de Janeiro, o lutador externou o desejo de lutar mais uma vez (a terceira) com Shogun, por entender que o resultado da última luta não teria sido completamente justo. Será que conseguirá desengasgar do Shogun ?

O Pop Bola estará acompanhando de perto.

Confira o card* até o momento:

UFC® 237: Namajunas x Andrade*

Peso-palha: Rose Namajunas x Jessica Andrade

Peso-médio: Jared Cannonier Anderson Silva

Peso-pena: José Aldo x Alexander Volkanovski

Peso-meio-pesado: Rogerio Minotouro x Ryan Spann

Peso-mosca: Luana Carolina x Yanan Wu

Peso-galo: Irene Aldana x Bethe Correia

Peso-meio-médio: Thiago Pitbull x Laureano Staropoli

Peso-galo: Talita Bernardo x Jessica-Rose Clark

Peso-galo: Said Nurmagomedov x Raoni Barcelos

*Mais lutas a serem anunciadas; card sujeito a alterações

A Capivara deu Cria

Por Fábio Araújo

O racismo persiste

O racismo persiste

Jogador brasileiro abandona o campo

Salve, Salve, queridas Capivaras.

Mais uma vez um episódio de racismo recebe destaque no meio esportivo. Desta vez foi na Bolívia pela 13º rodada do campeonato local no jogo entre Blooming e Jorge Wilstermann.

Depois de alguns gritos racistas durante toda a partida, o atacante brasileiro Serginho, que defende a equipe do Jorge Wilstermann, deixou o campo momentos depois de ter se dirigido para a cobrança de um escanteio.

O atacante já havia reclamado com o árbitro sobre as manifestações da torcida adversária. O jogo foi interrompido e os próprios jogadores pediram para que os torcedores parassem com os gritos.

Não cabe mais em pleno ano de 2019, atitudes racistas como estas. Faltam punições mais severas. Lógico que não se deve generalizar, mesmo dentro da própria torcida, porém os responsáveis precisam ser identificados. Hoje, isto é muito mais fácil.

Diante de tamanha repercussão, o presidente da Bolívia, Evo Morales, também repudiou o ato por meio de sua conta no Twitter.

O Jorge Wilstermann pediu para que a Federação Boliviana de Futebol aplique uma punição exemplar a equipe do Blooming. Vamos aguardar quais serão as providências para que tais atitudes não se repitam.

  • Campeonato carioca

Após um fim de semana em que só deu Vasco nas redes sociais, o campeonato fechou a quarta rodada da Taça Rio com várias novidades na tabela de classificação. Faltando apenas uma rodada para o fim, já vimos a invencibilidade do Vasco cair diante da Cabofriense e o próprio tricolor de Saquarema briga com Volta Redonda e Bangu por uma das quatro vagas restantes.

Será que os outros três grandes ficarão de fora? Vamos aguardar.

A Capivara deu Cria

Por  Fábio Araújo